quarta-feira, 30 de maio de 2012

FC na Arc 1.2 e New Yorker

Uma boa semana para a ficção científica. A New Yorker lança na sua edição semanal um foco no género, com contribuições de William Gibson, Ray Bradbury, China Mièville, Ursula LeGuin e Margaret Atwood, entre outros. Uma verdadeira lista de alguns dos melhores autores do género. A New Yorker é um gigante do bom e elegante jornalismo, para onde já contribuíram alguns dos maiores escritores do século XX e pelo que se vai vendo do índice abordou o género com isenção e dignidade, sem aquelas visões de nariz torcido do género "vamos lá rir com as maluquices destes alucinados" que geralmente caracteriza os olhares ditos críticos do mainstream cultural sobre as literaturas de género. Literaturas e culturas, de facto.

Por coincidência esta semana também saiu o segundo número da Arc, a revista digital de ficção científica literária e ensaio produzida pelos editores da New Scientist. O tema promete - a condição pós-humana, e o alinhamento de ficção conta com Jeff Vandermeer, Paul McAuley e Frederik Pohl.

A Arc está disponível online e quanto à New Yorker... esta edição ainda não chegou a Lisboa. Há que esperar pacientemente.

E há que olhar paras as capas... na New Yorker Daniel Clowes desenha uma capa fantástica e bem humorada, com um astronauta pulp retro a invadir uma elegante soirée e a deixar os convivas apreensivos, com um perfeito ar de o que é isto, que coisa é esta, vibrante e colorida em contraste com o sóbrio cinzentismo bem pensante? Quanto à Arc, puro biomorfismo abstracto.

Sem comentários: