terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Southern Cross


Becky Noonan, Andy Belanger, Lee Loughridge (2016). Southern Cross Vol. 1. Berkeley: Image Comics.

Uma surpresa intrigante, num mundo ficcional de ficção científica fortemente reminiscente de Alien. Uma jovem viaja até Titã para investigar a morte da irmã, funcionária de uma mina de metano nos oceanos da lua. A viajem é feita na Southern Cross, nave que faz o percurso regular entre Terra e Titã. Durante a viajem, descobre que a morte da irmã é a chave de muitos mistérios que se sobrepõem, entre grupos criminosos, estranhos artefactos alienígenas e um motor gravitacional que parece invocar criaturas do além e se revela capaz de abrir um portal para outras dimensões.

Misto equilibrado de FC pura com terror, este livro distingue-se pela claustrofobia da sua ilustração. Este não é o futuro luminoso das utopias, antes um mundo degradado de operariado sem esperança. A nave em si parece ter sido montada a partir de um petroleiro, adaptado dos mares para as vias espaciais. É toda uma estética de ferrugem e metal, de espaços confinados povoados por personagens com histórias violentas.

Sem comentários: