terça-feira, 18 de abril de 2017

Nightcrawler: The Devil Inside; The Winding Way



Roberto Aguirre-Sacasa, Darick Robertson (2005). Astonishing X-Men - Nightcrawler, Volume 1: The Devil Inside. Nova Iorque: Marvel Comics

Confesso que sempre tive um fraquinho por esta personagem dos X-Men. Menos poderoso do que os restantes, com um aspecto deveras bizarro, ar de diabo mas com o azul a desfazer a demonologia, especialista em agilidade e teleportação a curta distância. Os seus poderes não são devastadores, mas a sua argúcia é imbatível, algo que tempera com um forte sentido de espectáculo e um bom-humor imparável.

Nesta sua série individual, Aguirre-Sacasa puxa a um lado sobrenatural que nos comics da série X-Men não era aparente. Nightcrawler, com este ar de demónio azulado, vai-se ver envolvido em mistérios que cruzam o criminal com o sobrenatural. Num, investiga a morte violenta de crianças num infantário, descobrindo que são vítimas de uma cabala de elementos da alta sociedade que, liderados pelo psicólogo do infantário, usam as crianças com elementos em rituais para aprisionar demónios. Coisa que qualquer leitor de terror sabe que nunca acaba bem. Noutro, estranhas aparições no metro nova-iorquino levam Nightcrawler a descobrir a história esquecida de trabalhadores dos primeiros tempos da sua construção, mortos num acidente, e esquecidos pela memória institucional.

Dois contos sólidos de terror, puxando pouco aos elementos de comic de super-heróis que se esperaria de um personagem deste, desenvolvidos ao longo da série de edições coligidas neste livro.




Roberto Aguirre-Sacasa, Darick Robertson (2006). Astonishing X-Men: Nightcrawler, Volume 2: The Winding Way. Nova Iorque: Marvel Comics.

Na continuação da sua série em nome individual, Nightcrawler irá debater-se com a sua história pessoal, revisitando a sua infância e adolescência, os tempos antes de se tornar um X-Man, e a história das ligações ao oculto da sua família adoptiva. A maga cigana que o adotou, vidente num circo bávaro, e a sua filha, irmã adotiva e também ex-namorada de Nightcrawler, estão ligados a forças sobrenaturais perigosas para uma humanidade da qual se tornam guardiãs. E o herói guarda dentro de si, sem o saber, um artefacto determinante para o triunfo das forças do mal. Torna-se por isso alvo dos mais violentos ataques de criaturas sobrenaturais, que culminará num violento combate nos pântanos da Flórida em que até Man-Thing participará, e onde Wolverine será dominado por demónios. Aguirre-Sacasa toma a opção inteligente de interligar os acontecimentos das aventuras interiores nesta linha narrativa, num final onde o demoníaco vilão Mephisto se revela como mais um agente das forças ocultas que irão usar a Terra como campo de batalha terminal do mal contra o bem.

Sem ser extraordinária, é uma leitura divertida em que o género super-heróis é coberto pelo horror sobrenatural. Aguirre-Sacasa faz belíssimos argumentos de terror dentro dos comics tradicionais, e lêem-se aqui algumas das sementes que germinaram posteriormente nas suas impensáveis séries para a Archie Comics, Afterlife With Archie e Chilling Adventures of Sabrina, que reconstroem a iconografia do comic de humor com teenagers dentro das tropes do horror e sobrenatural com toques lovecraftianos. Só um pormenor, que me deixou surpreendido. Se Nightcrawler foi, como sabemos desde sempre, uma atracção de circo na Baviera, como é que os visitantes do circo pagavam dólares para o ver? 

Sem comentários: